27 de maio de 2010

O EFEITO PODEROSO DAS PALAVRAS

Engraçado, eu fiquei agora um tanto surpresa comigo mesma.
Sou fã inveterada de Clarice Lispector e isso todo mundo sabe.
Chego a dizer que eu queria ter sido ela.
Agora, lendo o seu livro Para não Esquecer (que ganhei de presente de aniversário), notei um detalhe sobre a forma mágica e encantadora de Clarisse escrever.
Ela "não retrata coisas, fatos ou estado d'alma. O que pode ser dito de modo claro e inequívoco não é bem o que interessa."
Segundo o Prof. Benilton Bezerra Jr, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, "nas suas mãos, as palavras não são espelho do mundo, ou da alma."
Talvez seja esse o grande abismo que há entre nós duas e o que me atrai. Me faz refletir e tentar interpretar suas palavras e o mistério que há em cada trecho.
Porque eu, tão aquém dela poeticamente falando, vivo escancarando minh'alma de forma a não deixar espaço para interpretações. Então, tiro do leitor o direito de interpretar, de descobrir o mistério? Com certeza não o faço por desrespeito aos que me leem.
É que só sei ser assim. Já tente ter uma linguagem mais sutil, velada e não consigo.
Então vou deixar seguir essa Walnizia que sou: sem mistérios, sem meias verdades, transparente.

2 comentários:

virginia disse...

Me senti dentro da sua estória ao ler os trechos do seu novo livro, parece que apenas mudamos de endereço, parabéns, você realmente é uma vencedora, obrigada pelo convite,

Virginia-Pirenópolis

Walnizia disse...

Obrigada, Virgínia.
Como é bom receber um comentário assim. Gostaria que você estivesse aqui para o lançamento. Se for possível, venha.
Se não, levo depois o livro pra você.
Beijos
Walnizia